O fracasso dos negros haitianos e a importância da raça no processo civilizatório

Em 1950, após os eventos da Segunda Guerra Mundial, antropólogos, biólogos e outros especialistas reuniram-se em Paris para declarar que as diferenças genéticas entre os povos não são fator determinante para o desenvolvimento civilizatório. Diante de uma afirmação tão forte, esperava-se que algo além de apelo a autoridade fosse oferecido pelos cientistas reunidos na Unesco, mas a explicação passou a ser aceita como dogma pela comunidade científica sem maiores análises, sendo posteriormente defendida contra os poucos recalcitrantes através de apelo emocional e terror psicológico.

Resta apenas a questão — haveria alguma maneira de verificar se tal teoria corresponde a realidade? Obviamente que sim, nenhuma manipulação, por mais adeptos que possua, é capaz de se sustententar diante de fatos contrários. No artigo de hoje confrontaremos esses fatos incômodos contando um pouco da história da antiga colônia francesa de São Domingos, conhecida atualmente por Haiti. Nele veremos como a dominação negra transformou a mais rica colônia do Novo Mundo no país mais pobre da América Latina e ao mesmo tempo ficará demonstrado que o negro volta ao seu natural estado selvagem se deixado sem a supervisão branca.
Continue lendo “O fracasso dos negros haitianos e a importância da raça no processo civilizatório”

101 desafios para o COTISTA EMICIDA

https://twitter.com/emicida

Gostaria que o COTISTA EMICIDA, grande propagador de ideais da RAÇA NEGRA, refutasse os 101 fatos abaixo sobre a INFERIORIDADE DA RAÇA NEGRA.

FATO Nº 1: A raça branca atravessou oceanos, navegou rios, escalou montanhas, cultivou desertos e colonizou os mais improdutivos campos gelados. Ela foi a responsável pela invenção da prensa de impressão, distribuição da eletricidade, vôos, foguetes, astronomia, o telescópio, viagens espaciais, armas de fogo, o transistor, o rádio, a televisão, o telefone, a lâmpada elétrica, a fotografia, o cinema, o fonógrafo, a bateria elétrica, os automóveis, as máquinas à vapor, o transporte rodoviário, o microscópio, os computadores, e milhões de outros milagres tecnológicos. Ela descobriu inumeráveis avanços médicos, incríveis aplicações, progressos científicos, etc. Seus membros incluíram nomes como Sócrates, Aristóteles, Platão, Homero, Tácito, Júlio César, Napoleão, William o Conquistador, Marco Polo, Washington, Jefferson, Hitler, Bach, Beethoven, Mozart, Magalhães, Colombo, Cabot, Thomas Edison, Graham Bell, Pasteur, Leeuwenhoek, Mendel, Darwin, Newton, Galileu, Watt, Ford, Lutero, Da Vinci, Poe, Tennyson e milhares e milhares de outros notáveis indivíduos. (37) (39)
FATO Nº 2: Através de 6000 anos de história registrada, o negro africano não inventou nada. Nem uma língua escrita, roupas tecidas, um calendário, um arado, uma estrada, uma ponte, uma ferrovia, um navio, um sistema de medidas, ou sequer a roda. (Nota: isto se refere ao negro puro). Ele sequer cultivou uma simples colheita ou domesticou um único animal para seu próprio uso (apesar de muitos animais fortes e dóceis existirem em quantidade ao seu redor). Seu único meio de transporte de bens era o alto de sua cabeça dura e encarapinhada. Para abrigar-se, ele nunca progrediu além da choça de lama, uma construção que um castor ou lontra é também capaz de realizar. (21) (39)
INTELIGÊNCIA
FATO Nº3: O Q.I. dos negros norte-americanos está entre 15 e 29 pontos, em média, abaixo do Q.I. dos brancos norte-americanos. (26) (16) (18) (22)
FATO Nº4: Estas diferenças Negras/Brancas têm sido demonstradas repetidamente por todos os testes já realizados, por cada departamento militar dos Estados Unidos, cada estado, cada município e cada escola, pelo Departamento de Educação Norte-Americano, etc. A mesma taxa de diferença tem se mantida verdadeira por mais de 40 anos. (18) (26) (24)

Continue lendo “101 desafios para o COTISTA EMICIDA”

Sobre a inferioridade da raça NEGRA

No passado, a inferioridade da raça negra era consenso, pensadores influentes como: Aristóteles, Platão, Voltaire e David Hume acreditavam na existência de uma ligação entre raça, inteligência e realizações culturais. Também pensavam assim Broca, Darwin, Galton e todos os fundadores da teoria da evolução e da antropologia. Todavia, a situação começou a mudar quando teorias pseudo-científicas que pregavam a igualdade racial se tornaram mainstream nas ciências humanas. Mas, somente a cortina de fumaça criada por sociólogos enganadores não seria suficiente para derrubar algo tão evidente, foi necessário uma nova inquisição, gerida por governos do mundo inteiro, perseguir e punir qualquer um que ousasse contrariar a posição estabelecida pelo status quo. Contudo, os seres humanos ainda reconhecem que as diferenças raciais existem, o estudo a seguir objetiva sistematizar esse conhecimento, provando de uma vez por todas que brancos e negros não são iguais.
Continue lendo “Sobre a inferioridade da raça NEGRA”

Negros servem apenas para duas coisas: SUBEMPREGOS ou CRIME

Negros fazendo o de sempre: cometendo crimes

Vejam uma foto típica de prisão de traficantes. Todos negros ou pardos. Muitas vezes há algum pardo claro que erroneamente classificam como branco. Mas claro que para seres dotados de processamento neural booleano é pedir demais que saibam a diferença.

Tentar estabelecer um mero colóquio com negros e pardos consiste numa extenuante batalha contra o encéfalo do homem branco, tamanha é a carência de argúcia desses hominídeos primitivos.

O homem branco é cartesiano, seu cérebro é um perfeito núcleo forjado por eras para aprender, replicar, criar, e desenvolver.

Enquanto o negro africano só tem na mente duas ações previstas: coletar da natureza ou roubar o que outro coletou.

Os árabes viveram em condições semelhantes aos negros do norte da África. Veja que os árabes criaram muitas áreas da matemática que são ensinadas até hoje em todo o mundo. Criaram rotas de comércio, cultivaram a terra árida e domesticaram camelos. E os negros? Eles descobriram as rotas de comércio e começaram a saquea-las.

Vejam que os globalistas estimulam a imbecilidade coletiva. Eles sabem que os genes negros em países como o bostil estão impregnados com força no DNA. É por isso que seus portavozes como George Soros (capitalista convicto) financiam os movimentos de “esquerda” por aqui.

Para que se desenvolver? Para que criar? Para que tornar o lugar que você vive melhor?

Vamos degenerar

O legal é ir na boca comprar maconha do traficante. Se for mulher é legal dar pra ele, segurar num fuzil. A polícia é corrupta e mata inocentes. Os traficantes são pessoas tentando viver honestamente lutando contra o estado opressor. As balas dos traficantes nunca acertam inocentes só as da polícia. A polícia dificulta de eu pegar a minha droga logo é minha inimiga.

O legal é usar drogas e cursar ciências sociais, artes, sociologia, pedagogia, ou qualquer outro curso para fracassados em universidades públicas que é onde os “professores”(doutrinadores marxistas) irão fazer uma lavagem cerebral nos jovens, e tranforma-los em multiplicadores da agenda globalista.

LGBT, NEGRO, MULHER, COTA, MINORIAS, OPRESSÃO, LEGALIZAÇÃO, DIREITOS, LULA, PT, PSOL, VÍTIMAS, ETC ETC.

É interessante que todos eles concordam com esse lixo que está sendo enviado goela abaixo sob a bandeira de politicamente correto.

O que esperar de alguém que vota em uma pessoa que fala sobre trabalho sem jamais ter trabalhado na vida?

Enfim, não há como estabelecer uma conversa com hominídeos que possuem um vocabulário com tantas palavras quanto o de uma criança de 10 anos, e a desenvoltura encefálica de um chimpanzé. São incapazes de refutar qualquer idéia, ou apresentar argumentos contrários. Seus cérebros funcionam de forma binária.

Somente um master system reset para corrigir isso.

Portugueses são os responsáveis por toda a desgraça brasileira

A real é que eu odeio os portugueses com todas as minhas forças.

Todos os dias tenho que passar pelas ruas de uma grande cidade para trabalhar e o cenário que vejo é a mais pura desgraça.

Diferente dos ingleses que eram um povo honrado, disciplinado e trabalhador, os portugueses não passam de escória. Tansos, corruptos, preguiçosos, inaptos. Não conseguiram nada, mesmo com todo o ouro, pau Brasil e outras merdas que usurparam deste nosso território. Hoje Portugal juntamente com a Grécia são os países mais fodidos da Europa.

Não bastasse serem naturalmente inaptos, esses filhos da puta ainda floodaram o país com negros. Tanto que hoje a maioria real da população é negra/parda/”branca” miscigenada.
Diferente dos EUA onde cerca de 3% da população era composta de negros escravos, aqui eles chegaram a 40% da população. Muitos morreram de fome ou doenças, mas os que sobreviveram se reproduziram como ratos e criaram essa merda que nós vivemos.

Já visitei diversos países desenvolvidos e em nenhum deles existe essa merda de favelas ou cultura de valorização de criminosos como há no Bostil.

Negros tem o QI de chimpanzés, e são incapazes de suprir suas próprias necessidades. Se não fosse pela ação do Estado eles morreriam de fome, doenças, frio ou seriam mortos por outros negros.

Vejam que eles adoram se vitimizar, “muh 90% dos presos são jovens negros”. Mas vejam a realidade NEGROS SÓ CONSEGUEM SEGUIR DOIS CAMINHOS: SUBEMPREGOS OU CRIME.

Eles andam em bandos, usam drogas e roubam pessoas de bem e turistas. “Muh faltam escolas”. Sempre tem um vermelho para forçar essa merda. Mas a real é que a escola para negros serve apenas para traficar ou comer novinhas. Eles não dão uma singela foda para os estudos.

Essas bostas de favela me deixam com profundo nojo. Se Hitler nascesse no bostil, não tenho dúvida que a sua primeira ação seria eliminar os negros e pardos que vivem lá e tacar fogo em tudo.

Nesse momento negros acabam de fazer um arrastão fechando um túnel importante no Rio de Janeiro.