O futuro dos brasileiros é a EXTINÇÃO

Joseph Arthur de Gobineau

Segundo o conde francês Joseph Arthur de Gobineau, em artigo escrito para o periódico francês ‘Le Correspondant‘, no ano de 1874, intitulado ‘L’émigration au Brésil‘, os brasileiros seriam uma raça extinta em menos de duzentos anos. Isso por serem, em sua maioria, uma população mestiça, fruto da mestiçagem entre índios, negros e um pequeno número de portugueses.

O francês esteve no Brasil em missão diplomática no ano de 1869, quando foi designado ministro plenipotenciário da França na corte brasileira, o que corresponde atualmente ao cargo de embaixador. Gobineau tudo fez na tentativa de escapar à incumbência de representar a França no Brasil, mas todo o seu esforço foi em vão. Com essa disposição de espírito, assumiu seu novo posto e, para sua surpresa, foi recebido pelo imperador brasileiro, D. Pedro II, de forma muito cortês. Este, já havia lido as principais obras do conde e veio a tornar-se aos olhos de Gobineau “o príncipe mais inteligente e erudito que existiu”.

Pelo menos duas vezes por semana, os dois intelectuais reuniam-se para horas de conversa sobre tudo o que se produzia no mundo das ciências e letras. Embora frequentemente discordassem, tais conversas selaram uma amizade sincera que perdurou até a morte de Gobineau, em 1882. Se a erudição do imperador surpreendera positivamente o conde, o mesmo não se pode dizer acerca dos brasileiros. A miscigenação de raças produzira-lhe desagradável impressão frequentemente expressa pelo diplomata em atitudes e palavras:

“Já não existe nenhuma família brasileira que não tenha sangue negro e índio nas veias; o resultado são compleições raquíticas que, se nem sempre repugnantes, são sempre desagradáveis aos olhos.”

Aos olhos de Gobineau, além de se mostrarem “esteticamente repugnantes”, os brasileiros carregavam defeitos ainda mais graves, como o de serem avessos ao trabalho, “evitam mover uma palha para fazer qualquer coisa de útil, até mesmo para se afogarem”, “dados a vícios” e, também, eram pouco férteis e fisicamente enfraquecidos, o que garantiria sua diminuição e aniquilamento em menos de dois séculos.

O artigo escrito para o ‘Le Correspondant‘, citado anteriormente, intencionava atrair às terras brasileiras uma população “desejável”, a fim de substituir a população “degenerada” que caminhava a passos largos para o desaparecimento (Sousa, 2008).

Autor: ricwagner1 (Certified Hitman)

| There's an important phrase that we use here, and think it's time that you all learned it. | Act as if | You understand what that means? Act as if you are the fucking President of this firm. Act as if you got a 9" cock. Okay? Act as if. |

2 pensamentos em “O futuro dos brasileiros é a EXTINÇÃO”

  1. É ISSO MESMO QUE TEM QUE ACONTECER! BANDO DE MACACO!

    Graças a Deus em breve estou tirando meu passaporte Polonês, é só olhar meus olhos verdes arianos que vocês verão que eu sou totalmente branco. Pau no cu do Bostil e dos bostileiros, estou indo pra Europa seus filhos da puta.

  2. CONCORDO RICARDO E ACHO QUE A ÚNICA SOLUÇÃO PARA O BRASIL OU É UMA REVOLUÇÃO SANGRENTA OU UM ATAQUE NUCLEAR NAS FAVELAS..MAS AINDA ACHO ISSO UM SONHO DISTANTE..ESTAMOS FADADOS A MORRER NESSE PAÍS ATRASADO E SUBDESENVOLVIDO JUNTO A MACUMBEIROS, FUNKEIROS E MÃES SOLTEIRAS PROMÍSCUAS..

Deixe uma resposta