Marielle: a quem a morte dela interessa?

Marielle, provavelmente, era desconhecida até mesmo na cidade do Rio. Recebeu alguns votos em sua comunidade, e vários votos na zona sul, que de fato a elegeu. São poucos os vídeos dela pela internet, uma semana atrás ela passaria despercebida, apenas mais uma militante do marxismo cultural e da guerra de classes, bandeira do PSOL e outros partidos esquerdistas.

Seus discursos na Câmara são escassos. Em geral são compostos de longas introduções e do velho nós contra eles, eles contra nós. Seus projetos seguem a mesma linha: creches para mulheres negras, dia da mulher negra lésbica, dia do não encarceramento de negros, etc, equivalente aos clássicos projetos de se homenagear personalidades com nomes de rua.

Muito provavelmente ela não seria reeleita, visto que nesse período de dois anos não se destacou como porta voz do PSOL no Rio, provavelmente seria engolida por outra mulher, negra, trans, lésbica, etc.

Estamos em ano eleitoral. Freixo, que levou uma surra na eleição para prefeito, provavelmente sequer seria reeleito deputado estadual. Lula, herói dos esquerdistas, é vaiado por onde passa com sua caravana, e candidaturas como a de Jair Bolsonaro crescem exponencialmente, mesmo sem nenhum apoio da mídia (aliás, com a mídia fazendo propaganda contra). Para agravar, o Rio passa por uma intervenção militar, que para a esquerda equivale ao retorno da ditadura, visto que todo o discurso dos esquerdistas prega o fim da polícia militar e a demonização dos militares.

Qual a solução? Sentar com um baseado na boca, e ver todo o legado esquerdista desabar?

O pessoal do PSOL, Freixo, pensou rápido: precisamos de uma vítima, não muito conhecida, de atuação modesta, e o principal, DE PASSADO LIMPO. Em uma semana, só conjecturas sobre o envolvimento da Marielle com o Comando Vermelho, mas nenhuma prova de fato, como poderia acontecer com outros políticos do PSOL. Pelo que vi, Marielle seguia com sua vida de casada e ativista, sem grandes envolvimentos ou polêmicas. Vivia estavelmente com sua esposa, e ainda tinha uma filha. Gostava de participar de eventos em locais abertos e saia sem seguranças, afinal nunca, de fato, foi uma grande ameaça aos Milicianos: reclamar na Câmara e participar de comissões é hábito de qualquer parlamentar. Pelos motivos acima expostos, ela nunca se envolveu em nenhuma grande polêmica ou grande investigação. Cumpria o básico que lhe era conferido na guerra de classes.

Portanto, Marielle tinha MAIS VALOR MORTA DO QUE VIVA.

O Freixo, imediatamente, assumiu o papel de viúvo dela, e da noite para o dia organizaram um evento fúnebre com direito a comícios em cima do caixão da vereadora, shows de Caetano Veloso, e principalmente, MUITA PROMOÇÃO PELA MÍDIA.

O evento da morte da vereadora foi um evento midiático promovido pelo PSOL e REDE GLOBO. Para a Globo, é importante o clima de instabilidade no Rio, pois assim o Governo Federal, para controlar os danos, vai investir em mais publicidade no canal. Para a GLOBO, é importante demonizar os militares, afinal existe a grande possibilidade de um militar assumir a presidência ano que vem, e este militar já deixou claro que vai fechar a torneira BILIONÁRIA de verbas publicitárias. Outro ponto é a comoção nacional: apesar de ser um assunto saturado, as pessoas estão acompanhando o caso, e assim consumindo jornais da Globo, é como se fosse o QUEM MATOU ODETE ROITMANN?, porém real.

Quanto ao FREIXO, ganhou publicidade gratuita, que já dura uma semana ininterrupta. Onde está o cadáver da Marielle, lá está o Freixo, chorando e discursando. Tudo indica que o assunto vai render por mais um mês, fortalecendo assim o nome do FREIXO na política, visto que ele não tem mais nada a apresentar à população.

Todos sabemos o grande número de crimes ocorridos no Rio, e este crime é só mais um, com a diferença de ter sido MUITO BEM ARQUITETADO, o que vai fazer a sucateada polícia demorar meses ou anos para desvendar, se é que vai desvendar.

NÃO FORAM AMADORES QUE COMETERAM O CRIME.

Onde tem um traficante preso, tem o PSOL com um advogado a defendê-lo, por isso o crime deve favores ao partido.

Assim como nos tempos do Regime Militar, onde cumpanheiros de guerrilha eram mortos pelos próprios comunistas, a fim de gerar comoção, está sendo agora: com a diferença do alcance instantâneo que a mídia produz.

Em resumo: nunca vão desvendar o crime. Freixo, se não for governador, vai tentar o senado, e assim como o Pistoleiro Papaco, vai arrastar o caixão da Marielle para aonde for, e usá-lo como palanque sempre que necessário.

Confrades, a política fede!

 

FONTE ALTERNATIVA PARA CONTORNAR CENSURA DO JUDICIÁRIO: http://telegra.ph/Marielle-a-quem-a-morte-dela-interessa-03-21

Autor: ricwagner1 (Certified Hitman)

| There's an important phrase that we use here, and think it's time that you all learned it. | Act as if | You understand what that means? Act as if you are the fucking President of this firm. Act as if you got a 9" cock. Okay? Act as if. |

Um pensamento em “Marielle: a quem a morte dela interessa?”

  1. “A vontade de Deus é esta: a vossa santificação; por isso, afastai-vos da imoralidade sexual.”

    Está escória preta lésbica já se foi tarde, só não resta mais ela como centenas criaturas as quem a segue neste momento. Que o D’us do Lulz atenda as minhas orações diárias e leve mais orangotangos aidéticos para a cova. Orai a vós meu senhor!

    Fiquei sabendo que ela deixou uma filha, eu estava com esperança de ser alguma coisa comível de 8 anos, mas depois que eu vi a macaca… Broxei como nunca antes!

Deixe uma resposta