Espancar negros libera adrenalina mesmo

| https://www.facebook.com/grupodemorocariocaoficial | Macacos sujos do Engenho da Rainha metidos a músicos. Esses caras tem essa banda apenas para lavar dinheiro do TRÁFICO DE DROGAS que corre solto no Morro do Engenho. Em breve vou inclusive escrever um artigo denunciando  e expondo todos os traficantes de drogas de lá |

Eu já coloquei esta frase do título em prática (assim como estou preparado para pegar minha Walther PPX .40 S&W Stainless, engatilhar e atirar num negro, como relatei anteriormente). Eu me senti lutando contra o politicamente correto, proteção pró-negros e indiretamente fui anti-semita, mas enfim, um dia eu estava praticando Jogging no morro do Engenho da Rainha, no caminho tinha uns 4 negros lá sentados, eu passando começaram a me encarar e começaram a mexer comigo, perguntaram o que é que eu estava olhando. Eu disse que a rua é pública, ando aonde eu quiser e olho para onde eu quiser; nisso vieram os 4 negros querendo me bater, eu disse: pode vir bando de macacos, estão tudo acabado nas drogas, vocês não são homens de verdade, precisam sempre brigar de monte, não tem honra de apanhar sozinho, vem tudo de bando como abutres.

Nisso vieram os 4 negros, o que veio na frente, derrubei com um soco bem dado na cara, o outro que veio tomou um chute certeiro na coxa, os outros dois começaram a correr, corri atrás de um, enquanto ele estava correndo, eu chutei de modo que o pé dele batesse no outro, fazendo ele cair no chão e com isso quebrei a cara dele, o outro negro infelizmente fugiu. No dia seguinte, recebi ameaças de morte e gente querendo me pegar de turma, dizendo que estavam rodeando meu condomínio, mas fiz um boletim de ocorrência alegando legítima defesa e que eu estava sozinho, e que se algo acontecesse comigo, eles iam em cana, não respondi por lesão corporal neles, porque eles já tinham passagem pela policia por tráfico, roubo e ameaça, fui liberado. Anos se passaram, passo normalmente no morro do Engenho da Rainha e agora eles baixam a cabeça, encaro e não falam mais nada, eles sabem que tenho porte de armas e sempre ando armado fora de casa, porque não confio nessa justiça que está sempre a favor do negro, embora eu tenho registrado no BO.

Mas nesse dia que bati em negros, eu me senti vivo, honrei minha cor BRANCA e não abaixei a cabeça pro governo judaico politicamente correto que dá proteção a essas desgraças, que são a maioria nos presídios e nos crimes, viados carcerários que sentem prazer com outro homem comendo o cu do outro na prisão, o povo inteiro já sabe disso, inconscientemente ninguém gosta de pretos, basta ver quando um serviço sai mal feito, as pessoas falam que isso é se serviço de preto.

Pretos e intelectuais de esquerda se alegam a minoria sofrida quando o assunto é inteligência, pra superar o homem branco num concurso ou seja lá o que for, até ganhando cotas ainda estão com notas baixas, são responsáveis pela maior porcentagem dos crimes cometidos, negro tem uma conduta maldita, que só resta duas opções: Deportar pra fora como fizeram os judeus com a negrada ou matar de vez, tacando o foda-se nesses doentes dos direitos humanos, que insistem em defender essas baratas imundas que só sabem se multiplicar e mais nada, mesmo que um dia eu pare na cadeia com meus atos na pratica, eu alego toda a minha visão, vou pra cadeia com a minha pena aumentada, meto uma faca sobre meu peito e morro na hora, mas me recuso a obedecer as leis do inimigo e ser controlado pelo mesmo, recomendo que façam o mesmo, questionem e derrubem as leis, partamo-nos pro ataque, sem abaixar a cabeça pro nosso inimigo.

 

| https://www.facebook.com/profile.php?id=100009172703106 | Hanielle Kinberly | Vagabunda loira, mulher de bandido dessas “comer e jogar fora no dia seguinte” |

Agora o segundo caso que espanquei um negro e mais uma loira vagabunda que dava pro macaco, nesse dia eu vi na pratica a máxima popular que é “toda loíra gosta de um negro”, mas que seja, isso foi numa festa no Jacarezinho, nunca mais vou nessas merdas, vi uma vagabunda loira tatuada, do tipo de “comer e jogar fora no dia seguinte”, ela dançando de shortinho curto, igual uma puta no cio, estava frio, mas vagabunda não sente frio.

| https://www.facebook.com/camila.medeiros.58173 e https://www.facebook.com/mariana.medeiros.1293 | Mariana Medeiros com sua irmã vagabunda Camila Medeiros | Típicas vagabundas tatuadas mulher de preto bandido. Inclusive essas duas vagabundas são conhecidas por fazer surubas JUNTAS em troca de drogas |

Chegou o Pablo, amigo meu da minha faculdade e que estava comigo, pediu para “ficar” com ela, ela disse que tinha namorado, meu amigo pediu desculpas e saiu logo de cara, mas ela pega e conta pro namorado negro ocorrido e inventou coisas, o macaco veio tirar satisfação comigo pensando que era eu que tinha pedido, logo de cara falei que não era eu e mesmo se fosse não daria em cima em merdalher (vagabunda) comprometida, e ele achou que eu estava com medo e mentindo e a namorada dele tacando lenha na fogueira, tinha alguns no meio da discussão tentando apartar a briga, na hora perdi a paciência, e disse: Olha aqui meu caro, ninguém aqui vai adivinhar que uma vagabunda loira tatuada (dei ênfase no tatuada), que vem com roupas curtas, igual uma cadela no cio, teria namorado, dança sozinha e rebola igual uma cadela para chamar a atenção, se ela é assim na tua frente, atrás deve meter o galho em você, essa vagabunda faz você brigar por ela, para ela se sentir a santa, desejada e protegida, você só alimenta o ego dela, otário, ela te ponha em confusão, não liga pras consequências que pode acontecer com você, pois ela no fundo te odeia e só quer te usar.

Ah, poderia ter falado mais, mas não dava tempo, nisso ela ficou irritada, o ego se feriu, ela veio e tentou me dar um tapa, dei um tapa na cara dela, chamei ela de vagabunda e pelo fato dela ser depósito de porra (mulher) , não pense que serei desses outros babacas que seguem o máxima do matriarcado de quem bate em depósito de porra é covarde, é por isso que elas aproveitam.

Quando bati na vagabunda, foi eu e mais meu amigo Pablo saindo na porrada com os negros, bati no namorado dela também.

Vagabunda que teve o que mereceu, elas vem com essa intenção mesmo, começam a provocar os de bem fazendo insinuações, para depois fazer um otário mangina brigar por ela.

Sozinho, subo no alto da montanha, olho pra cidade, começo a olhar aquilo como uma matriz e eu vendo ela ao todo, depois ascendo um marlboro vermelho, num momento de reflexão, calma e serenidade, começo pensar e refletir, me sinto liberto, com a alma lavada, misoginia crescendo, vejo que estou no caminho certo, entendendo como que funciona regras nesse jogo doentio do qual todos nós fazemos parte.

Autor: ricwagner1 (Certified Hitman)

| There's an important phrase that we use here, and think it's time that you all learned it. | Act as if | You understand what that means? Act as if you are the fucking President of this firm. Act as if you got a 9" cock. Okay? Act as if. |

9 pensamentos em “Espancar negros libera adrenalina mesmo”

  1. E tem a tese esquerdista do “black money”, eles dizem que a maioria dos empresarios do Brasil são negros e mesmo assim ganham 1/4 a menos que os brancos, então o governo tem que financiar so as empresas dos empresarios negros para impedir o racismo empresarial institucionalizado.

  2. Ai gostaria muito que alguns de vocês tentassem me espancar , ia ser um prazer moer uns 3 rolinhas pequenas na porrada , depois de bem moídos ainda ia estourar essas pregas rosadas , pra vocês nunca mais esquecerem dos negões , esse ódio todo é falta de buceta , não tem piroca para comer as mulheres , rapaz ninguém me tira da cabeça que o ariano superior desse site pegou a ariana dele com um negão que nem eu ., ah é corno só pode , por que desse ódio , alguma coisa você perdeu para os negros , ou foi a mulher , ou foi as pregas …. , só pode.kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    1. É notável sua falta de argumentos junto a sua falta de intelecto.
      Seu sub-humano desprezível.
      Acredita que tudo se baseia em sexo, assim como um animal na selva, negro imundo.
      Sente tanta inveja de nós brancos que precisa comentar sobre seu ”pirocão” em todo post.
      Recolha-se a sua insignificância, seu macaco adestrado.

Deixe uma resposta